Marco Aurélio aposenta após 31 anos com ministro do STF e Bolsonaro confirma a indicação de André Mendonça para substituí-lo

Após ter ficado 31 anos como ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Melo se aposentou e deixou o cargo nesta segunda-feira (12). O ex-ministro foi indicado pelo seu primo, o ex-presidente Fernando Collor, e agora por estar com 75 anos deixa o cargo. Com a saída de Marco Aurélio o presidente Jair Bolsonaro indica como novo ministro, o advogado Geral da União, André Mendonça.

Marco Aurélio teve como última atuação na Corte Suprema a votação na suspeição do ex-juiz Sérgio Moro no processo do tríplex de Guarujá contra o ex-presidente Lula. Essa votação acabou mudando o cenário da próxima eleição presidencial. Marco Aurélio foi um dois que votou contra a suspeição.

Com a saída de Marco Aurélio, o presidente Bolsonaro confirmou, nesta segunda-feira, a indicação do advogado Geral da União. Na reunião que este teve com o presidente do STF, Luiz Fux, ficou acertado o nome do indicado.

Bolsonaro afirmou ainda que pediu a André Mendonça, que é pastor Evangélico, que inicie, uma vez por semana, o trabalho com uma oração.

Após a conversa com Fux, Bolsonaro afirmou que está “perfeitamente alinhado” com o presidente do STF. 

“Estamos perfeitamente alinhados, respeitosamente dentro da Constituição, cada um dentro dos seus limites”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro agora aguarda a aprovação do Senado em relação a indicação de André Mendonça, que tudo indica terá votação apertada por ter vários senadores que não o apreciam para o cargo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui