Os valores familiares e a modernidade!

“E ao encontro de um ambiente urbano acolhedor para o cidadão e adequado à modernidade de carros e ônibus elétricos, que tal migrarmos as redes elétricas aéreas para redes elétricas subterrâneas?”

Por Brigadeiro Bragança

A semana, para mim, começa de uma forma sensacional, sentindo a emoção fundir-se com a tecnologia!

Emoção por me deparar, nos últimos dias, com a assertiva de Aurélio Rosa[1]

…“A janela do tempo para realizar seus sonhos pode se fechar a qualquer momento, por isso é importante não deixá-los para depois”.

E o sonho, encontrando a tecnologia, para reforçar o valor familiar em prol da sustentabilidade (valor transmitido de pai para filho), materializando-se em um objeto tecnológico e ecologicamente perfeito: um carro totalmente elétrico e movido, exclusivamente, a energia limpa! E este foi o presente “de filho para pai”!

É isso! A tecnologia a serviço do homem, a serviço da sociedade, promovendo o desenvolvimento humano, promovendo os valores da sociedade, promovendo o bem-estar de todos! Afinal, é para isso que serve a tecnologia! E o relato sobre os valores que definiram os rumos do projeto “Antônio” – a comovente história “de filho para pai” e o carro elétrico Tesla com o qual meu amigo Odilon Rosa foi presenteado – pode ser conferida no link a seguir.

Acesse! Leia a matéria! Garanto que você irá se emocionar.

E, por certo, esta história do Tesla do Odilon Rosa nos inspira a fazer mais!

Afinal, precisamos fazer mais, precisamos prosperar mais!

Em recente artigo no Jornal Contexto[2], tratei de carros elétricos, do Marco da Eletromobilidade e, ainda, lancei um desafio para os gestores dos municípios goianos, no caminho da mobilidade sustentável, sobre a implantação de transporte público com ônibus elétricos, seguindo o exemplo de outras cidades brasileiras; caminhando para transformar nossas cidades e Goiás em um OÁSIS TECNOLÓGICO DO CENTRO-OESTE.

Carros elétricos e ônibus elétricos em nossas cidades! Um espetáculo!

Nossos gestores utilizando-se da tecnologia para o bem-estar do cidadão, objetivando transformar nossas cidades em cidades sustentáveis!

E é por isso que podemos fazer mais, podemos prosperar mais!

E ao encontro de um ambiente urbano acolhedor para o cidadão e adequado à modernidade de carros e ônibus elétricos, que tal migrarmos as redes elétricas aéreas para redes elétricas subterrâneas?

Por certo, caberia às prefeituras atuarem na liderança do processo, buscando a integração de todos “os setores envolvidos em projetos de migração de redes aéreas para subterrâneas por envolverem diferentes empresas, como de telecomunicações, televisão a cabo, concessionárias e secretarias municipais […].”[3]. E, mais uma vez, surgem excelentes exemplos em cidades brasileiras e em cidades mundo afora.

E ao encontro de transformarmos nossas cidades em cidades mais acolhedoras, replico uma troca de ideias com o jornalista Tiago Augusto Oliveira, tratando da correlação entre beleza e bem-estar, lançando luz ao fato de que a feiura urbana reduz o convívio social, alimenta a violência, empobrece o cidadão espiritualmente e a cidade materialmente. No fim das contas, os seres humanos não gostam de lugares feios, malcuidados e desordenados.

Então, fica o desafio!

Pois podemos fazer mais, podemos prosperar mais!


[1] Revista Planeta Água – Edição 186 – MAR/ABR/2021

[2] https://portalcontexto.com/eletricos-e-a-prosperidade-no-nosso-goias/

[3] https://gauchazh.clicrbs.com.br/porto-alegre/noticia/2020/02/os-exemplos-de-rede-eletrica-subterranea-que-vem-do-brasil-e-do-exterior-ck6bgk5k70h2s01qd9wqowee5.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui