Corpo de Bombeiros resgata homem que ameaçava pular de torre telefônica em Ceres

O Corpo de Bombeiros foi acionado nesta quarta-feira (7/4) por volta das 6h5 para atendimento a um homem que ameaça pular de torre telefônica em Ceres. De acordo com a guarnição, o solicitante informou que após ouvir gritos, verificou tratar-se de uma pessoa no alto de uma torre de telefonia de 50 metros de altura, ao lado do monumento do Cristo Redentor da cidade de Ceres.

Durante o deslocamento foi estabelecido com o motorista os procedimentos iniciais que seriam tomados na ocorrência. Ao chegar no local já equipados, foi realizado o primeiro contato com o tentante, o mesmo insinuava que estava apenas tirando fotos e depois ameaçava saltar, por vezes se expôs ao risco de queda em área fora do guarda corpo da cúpula da torre.

O socorrista sargento Barbosa realizou a subida para estabelecer uma aproximação e um primeiro dialogo, a cerca de 8 metros do topo o tentante o avistou e pediu que não se aproximasse senão ele saltaria.

Foi avistado um canivete com o homem que ameaçava pular da torre e solicitado que ele guardasse a arma para conversar após muita insistência ele atendeu o pedido do sargento Barbosa. Segundo a guarnição, o homem apresentava odor etílico e estava nitidamente desestabilizado emocionalmente com picos de euforia (ameaças e insinuações) e picos depressivos (choro e descrença da vida).

 Foi proposto a ele para tentarmos resolver a crise daquele momento no que atendeu, onde o tentante desceu até onde o socorrista estava. O homem que ameaçava pular estava vestido com um cinto de segurança em altura tipo paraquedista, porém sem nenhuma ligação de segurança com a estrutura.

Foi realizada as amarrações de segurança no tentante o ligando ao socorrista e à estrutura, mesmo relutante o tentante iniciou descida voluntariamente, porém houve momentos que o tentante parou e ameaçou a se jogar, num desses momentos saiu do interior da torre e se soltou ficando preso à segurança.

Ao tentar trazê-lo de volta o mesmo retirou seu canivete e o abriu, no que foi imobilizado pelo socorrista que retirou a arma que foi lançada em seguida ao solo. Daí após um período de diálogo e reiniciada a descida, que foi feita até o solo com algumas paradas.

No solo o tentante foi encaminhado ao pronto atendimento transportado pelos bombeiros e acompanhado pela Polícia Militar (PM) que esteve presente em toda a operação.  O homem que não teve a identidade divulga apresentava lesões, conforme ficha de resgate.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui