Enel fica entre as três piores distribuidoras de energia elétrica do país segundo classificação da Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) classificou a Enel Goiás na posição das piores distribuidoras de energia elétrica do país. Novamente a empresa fica entre as piores na classificação, estando entre a terceira pior no ranking nacional.

A avaliação foi feita em 29 companhias de distribuição espalhadas pelo país. A Enel e a Celg, se somadas, já ocupam a colocação entre as piores, a nove anos consecutivos.

As reclamações quanto a qualidade do serviço prestado, bem como a distribuição de energia já se tornaram fatos corriqueiros entre os usuários da energia no Estado.

Dentre os índices que são analisados na classificação da Aneel, estão as interrupções no fornecimento de energia (DEC) e a frequência (FEC). Em todo o país, em 2020, a média de tempo sem energia elétrica foi de 11,5 horas. Em Goiás, os números batem, chegando a 17,03 horas. A Aneel considera o teto estipulado de 12,95 horas, no entanto, mesmo em relação a essa média, a Enel Goiás superou.

Já a frequência chegou a 6,03 interrupções por consumidor, na média nacional. Porém em Goiás, o indicie teve média de 9,61, chegando a um limite de 9,89.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui