“Não tem essa de bandido ter prioridade na fila de vacinação” afirmou Caiado sobre a imunização de presos antes dos policiais

Após a constante onda de polêmicas e reclamações sobre a prioridade da vacinação dos presidiários antes mesmos dos policiais, o governador Ronaldo Caiado publicou em sua rede social que bandido não terão prioridade na fila de vacinação contra a Covid-19.

“Não tem essa de bandido ter prioridade na fila de vacinação.” E o governador ainda afirmou que os policiais “terão total prioridade para receber a vacina contra a Covid-19”.

Para Caiado a vacinação dos agentes de segurança é algo fundamental, pois estes lidam com a linha de frente, agindo sob a criminalidade.

“Mesmo seguindo o Plano Nacional de Imunização, nós temos bom senso e respeito com aqueles que deixam suas famílias em casa todos os dias e assumem a linha de frente para garantir a segurança de nossa gente.”

O Plano Nacional de Vacinação possui cinco fases. Na primeira fase, receberam a vacina profissionais de saúde que atuam diretamente no tratamento da Covid-19, idosos que vivem em asilos e seus cuidadores, e indígenas. Além de também guardas municipais, agentes funerários, equipes da Fundação de Ação Social (FAS) e estudantes de cursos de Saúde que fazem estágio na área.

Para a segunda fase estão contemplados os idosos que não vivem em asilos (começando pelos com mais de 80, seguido pela diminuição etária de 79 a 75; 74 a 70; 69 65; e 64 a 60), seguido dos presidiários e agentes carcerários.

Na terceira estarão as pessoas que possuem doenças crônicas e que são causadores do agravamento do quadro de contaminados pela covid e os moradores de rua. Na quarta fase serão contemplados os trabalhadores dos serviços essenciais. Ficando por fim, na quinta fase, o restante da população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui