Presidente convoca reunião para discutir preço dos combustíveis

(Brasília - DF, 24/03/2020) Pronunciamento do Presidente da República, Jair Bolsonaro em Rede Nacional de Rádio e Televisão. Foto: Isac Nóbrega/PR

Com a alta nos preços dos combustíveis, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que convocou nesta quinta-feira (04) uma reunião com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, juntamente com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes, da Economia, Paulo Guedes, e o de Minas e Energia, Bento Albuquerque, para discutir a situação. O encontro está previsto para acontecer hoje (05), pela manhã, em Brasília.

 Somente neste ano a Petrobras realizou dois reajustes no preço da gasolina e uma vez no diesel. Para a gasolina, a alta somou cerca de 13%, já o diesel 4,4%.

Bolsonaro já demostrou preocupado com os aumentos no preço dos combustíveis, principalmente em relação ao diesel, pois a classe vem sendo prejudicada, e com o anúncio de uma nova greve por parte dos caminhoneiros, o Presidente reconhece a necessidade de reajustar a situação para que não ocorra uma nova paralisação.

Segundo Bolsonaro, a questão do preço dos combustíveis será tratado de forma pública. Para o presidente, é preciso esclarecer porque o valor está no patamar atual. “Estava previsto que iriam dar um novo reajuste em cima do combustível. É justo ou não é? Dizem que a Petrobras está tendo prejuízo, então o presidente da Petrobras vai dizer amanhã aos senhores, porque é obrigação dele, qual é o prejuízo, porque o preço do combustível no Brasil é esse”, afirmou.

Durante a live, realizada todas as semanas pelo presidente Bolsonaro, ele defendeu a necessidade de mudança no modelo de cobrança do ICMS (imposto taxado pelos estados sobre o combustível). Este imposto possui variação de um estado para o outro. Já os impostos federais (também taxados no valor final do combustível) do PIS/Cofins e Cide tem cobrança fixa sobre o valor do litro. “O que nós queremos, gostaríamos que fosse feito, é que o Congresso votasse, aprovasse uma lei dizendo que o ICMS vai incidir sobre o preço do óleo diesel na refinaria ou que tenha um preço fixo, como a Cide”, afirmou Bolsonaro em relação ao imposto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui