Goiás poderá ter novo programa de renda caso Auxílio Emergencial não retome

Após o fim do Auxílio Emergencial muitas famílias de baixa renda poderão passar necessidades devido a pandemia que ainda se enfrenta, e em relação a situação, o Governo de Goiás poderá propor benefício que auxilie essas famílias. O governador do Estado, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou que se o Governo Federal não der continuidade no programa, Goiás poderá escolher uma prática que ajude as famílias nesse momento que se enfrenta.

Caiado reconhece a necessidade de ajudar as famílias de baixa renda nesse momento e que o Auxílio Emergencial beneficiou muito as famílias mais vulneráveis. O governador ainda pontua que no início da pandemia o Estado distribuiu 512 mil cestas básicas para as famílias carentes.

Na solicitação feita pelos 18 estados brasileiros para a prorrogação do Auxílio Emergencial, Goiás não esteve presente entre os requerentes.

 “A continuidade de tal medida é essencial para não colocar milhares de famílias em situação de fome e desamparo social, manter o nível do consumo, evitando a paralisia da atividade econômica e, consequentemente, a arrecadação dos tributos, principalmente do ICMS, principal imposto estadual” escreveram os estados solicitantes.

Após a eleição do novo presidente da Câmara, Arthur Lira, resta apenas esperar o andamento da pauta sobre o programa do Governo de auxílio para as famílias carentes mediante a pandemia.

O presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que o país não possui mais condições de continuar com o Auxílio Emergencial. Na opinião do presidente “o programa deixou o país quebrado”, mas afirmou que possivelmente a Câmara irá votar em um programa diferente que auxilie as famílias mais necessitadas nesse tempo de pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui