Onde o Menino nasce

Por Danilo Barbosa

            Todo final de ano sempre se repetem os mesmos elementos: decoração, filmes repetidos, preparação para a ceia natalina e até a expectativa do show (nesse ano será reprise!) do Roberto Carlos.

            Um filme bastante repetido, mas nem por isso deve ser desprezado, é o Grinch, filme baseado na história do cartunista Dr. Seuss, que traz o personagem que dá nome ao filme tentando desmantelar as festividades natalinas de todos da cidade de Whoville. Uma história para entreter sem dúvida, mas que não é distante de nós conforme nossa realidade.

            Ao voltarmos o olhar para nossa vida, sobretudo nesse ano que se encerra, podemos perceber inúmeros Grinch’s que ainda tentam roubar nosso Natal. Quantas dificuldades sofridas e experienciadas na pele. Quantas ausências…

            2020 foi um ano que tirou praticamente todas as nossas seguranças. Temos em mente que construímos nossa casa em base forte, mas aos poucos compreendemos que esse empreendimento não foi exatamente bem solidificado. Aquilo que jurávamos ser rocha firme se esvaiu no fragor das dificuldades impostas por um ano totalmente atípico.

            Tudo parece não ter constância. A sensação que nada é permanente é um suplício que colocou todos em estado de profunda reflexão. Analisamos e ponderamos sobre tudo, perdemos a vontade de fazer muitas coisas. Por exemplo, depois de tantos decretos que proibiram a presença nos cultos religiosos, você não teve sua fé esmorecida? Uma pergunta que incomoda.

            Estamos às portas do Natal e nesse mesmo dia em 2019, como estava sua casa? A decoração, os preparativos para a reunião em família, o presépio. Ah, o presépio. Essa dinâmica pedagógica que nos ensina a preparar um lugar para o menino Jesus que chega.

            Com certeza neste ano não será como ano passado. Você tem vontade, mas muitos Grinch’s estão empenhados em roubar de você essa alegria. Dias atrás vi um Grinch, com cabelinho bem penteado de lado e usando uma gravatinha cor-de-rosa, que se tornou prefeito da sua Whoville discursando na tentativa de sequestrar o natal dos seus concidadãos. O discurso era muito bonito, você precisava ouvir.

            O que resta é ouvir e engolir à seco esses discursos, deixar penetrar em nossos ouvidos e abater sobre nós uma tristeza em tempos que deveriam ser de alegria? Sua casa pode não estar decorada, pode até não ter presépio e talvez você nem tenha a oportunidade de estar em uma igreja nessa data importante, mas acredite: O menino Jesus vai nascer.

            A alegria não provém de algo que pode ser tirado facilmente. Ela, a alegria, está naquilo que ninguém pode roubar de você. Tantas coisas você planejava ter preparado e não aconteceu… Há dois mil anos atrás Maria e José quis, como todos os pais, proporcionar o melhor para o seu Filho, mas foi ali, em um estábulo que Jesus nasceu. E foi uma grande alegria. Uma alegria que não se conteve às adversidades do lugar e irradiou o mundo.

            Não importa o que você fez ou deixou de fazer, neste ano o Menino vai nascer e não precisa de muita coisa para isso, basta apenas que seu coração esteja preparado. Seu coração, meu caro, é a manjedoura que o Menino Jesus precisa para nascer. Talvez você pense que não seja muito dada as condições em que ele se encontra, mas Quem quer usar dele não se importa com isso a não ser com a disponibilidade em deixar que a Alegria aconteça.

            Não vou ousar pedir para que você esqueça de tudo que aconteceu neste ano e nem posso fazer isso. Todas essas experiências, boas e ruins, moldam você. A vida é isso. Mas quero fazer apenas um convite e serve só para você: com toda essa carga vivida, transforme seu coração em uma manjedoura. Deixe com isso, por mais simples que seja, ser o local que Jesus escolheu para nascer. Apenas permita!

            Onde o Menino nasce aí está a alegria!

            O Menino Deus que há dois mil anos desceu no seio da Virgem e encarnou nossa humanidade para iluminar nossa escuridão deseja agora iluminar e aquecer nosso coração. Deus deixou-se tocar e quer agora nos tocar.

            Passamos um ano todo aplicados em amar tantas aparências e esquecemos do que realmente é essencial. Mas ainda há tempo e é agora. Somente somos capazes de amar o que é real e não há nada mais concreto do que a Vida que pode ser tocada, como uma Criança que vai nascer e precisa de um lugar, o seu coração.

            Prepare seu coração e permita que esse seja o melhor Natal. O Menino Jesus vai nascer!

            Um filme bastante repetido, mas nem por isso deve ser desprezado, é o Grinch, filme baseado na história do cartunista Dr. Seuss, que traz o personagem que dá nome ao filme tentando desmantelar as festividades natalinas de todos da cidade de Whoville. Uma história para entreter sem dúvida, mas que não é distante de nós conforme nossa realidade.

            Ao voltarmos o olhar para nossa vida, sobretudo nesse ano que se encerra, podemos perceber inúmeros Grinch’s que ainda tentam roubar nosso Natal. Quantas dificuldades sofridas e experienciadas na pele. Quantas ausências…

            2020 foi um ano que tirou praticamente todas as nossas seguranças. Temos em mente que construímos nossa casa em base forte, mas aos poucos compreendemos que esse empreendimento não foi exatamente bem solidificado. Aquilo que jurávamos ser rocha firme se esvaiu no fragor das dificuldades impostas por um ano totalmente atípico.

            Tudo parece não ter constância. A sensação que nada é permanente é um suplício que colocou todos em estado de profunda reflexão. Analisamos e ponderamos sobre tudo, perdemos a vontade de fazer muitas coisas. Por exemplo, depois de tantos decretos que proibiram a presença nos cultos religiosos, você não teve sua fé esmorecida? Uma pergunta que incomoda.

            Estamos às portas do Natal e nesse mesmo dia em 2019, como estava sua casa? A decoração, os preparativos para a reunião em família, o presépio. Ah, o presépio. Essa dinâmica pedagógica que nos ensina a preparar um lugar para o menino Jesus que chega.

            Com certeza neste ano não será como ano passado. Você tem vontade, mas muitos Grinch’s estão empenhados em roubar de você essa alegria. Dias atrás vi um Grinch, com cabelinho bem penteado de lado e usando uma gravatinha cor-de-rosa, que se tornou prefeito da sua Whoville discursando na tentativa de sequestrar o natal dos seus concidadãos. O discurso era muito bonito, você precisava ouvir.

            O que resta é ouvir e engolir à seco esses discursos, deixar penetrar em nossos ouvidos e abater sobre nós uma tristeza em tempos que deveriam ser de alegria? Sua casa pode não estar decorada, pode até não ter presépio e talvez você nem tenha a oportunidade de estar em uma igreja nessa data importante, mas acredite: O menino Jesus vai nascer.

            A alegria não provém de algo que pode ser tirado facilmente. Ela, a alegria, está naquilo que ninguém pode roubar de você. Tantas coisas você planejava ter preparado e não aconteceu… Há dois mil anos atrás Maria e José quis, como todos os pais, proporcionar o melhor para o seu Filho, mas foi ali, em um estábulo que Jesus nasceu. E foi uma grande alegria. Uma alegria que não se conteve às adversidades do lugar e irradiou o mundo.

            Não importa o que você fez ou deixou de fazer, neste ano o Menino vai nascer e não precisa de muita coisa para isso, basta apenas que seu coração esteja preparado. Seu coração, meu caro, é a manjedoura que o Menino Jesus precisa para nascer. Talvez você pense que não seja muito dada as condições em que ele se encontra, mas Quem quer usar dele não se importa com isso a não ser com a disponibilidade em deixar que a Alegria aconteça.

            Não vou ousar pedir para que você esqueça de tudo que aconteceu neste ano e nem posso fazer isso. Todas essas experiências, boas e ruins, moldam você. A vida é isso. Mas quero fazer apenas um convite e serve só para você: com toda essa carga vivida, transforme seu coração em uma manjedoura. Deixe com isso, por mais simples que seja, ser o local que Jesus escolheu para nascer. Apenas permita!

            Onde o Menino nasce aí está a alegria!

            O Menino Deus que há dois mil anos desceu no seio da Virgem e encarnou nossa humanidade para iluminar nossa escuridão deseja agora iluminar e aquecer nosso coração. Deus deixou-se tocar e quer agora nos tocar.

            Passamos um ano todo aplicados em amar tantas aparências e esquecemos do que realmente é essencial. Mas ainda há tempo e é agora. Somente somos capazes de amar o que é real e não há nada mais concreto do que a Vida que pode ser tocada, como uma Criança que vai nascer e precisa de um lugar, o seu coração.

            Prepare seu coração e permita que esse seja o melhor Natal. O Menino Jesus vai nascer!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui