O que o prefeito eleito de Jaraguá-GO, Paulo Vitor Avelar (DEM), pensa sobre a obrigatoriedade da vacina

Em relação ao governador, Ronaldo Caiado (DEM), Paulo Vitor afirmou que estará alinhado com o mesmo, e que o município de Jaraguá estará entre os primeiros a receber as doses da vacina, quando estas estiverem presentes no sistema de saúde goiano.

Após decisão do STF nesta quinta-feira (17) sobre a autonomia dos estados e municípios em relação ao combate da Covid-19, baseado na lei 13.979/2020, foi determinado que estes órgãos possuem autonomia para elaboração de regras para a vacinação, como também a obrigatoriedade da mesma. Em entrevista ao Canal 7, o prefeito eleito de Jaraguá-GO, Paulo Vitor Avelar (DEM), afirmou que ainda não tem nenhum posicionamento formado para o município, no entanto a sua equipe de governo já contratou um infectologista, para que estabeleça regras e decisões segundo uma visão técnica.

O prefeito eleito, ao ser interrogado, ainda disse que não tomará nenhuma decisão de momento e sobre a euforia das resoluções e medidas que vão surgindo.

Em relação ao governador, Ronaldo Caiado (DEM), Paulo Vitor afirmou que estará alinhado com o mesmo, e que o município de Jaraguá estará entre os primeiros a receber as doses da vacina, quando estas estiverem presentes no sistema de saúde goiano.

O governador ainda não se posicionou a respeito da decisão da obrigatoriedade da vacina, como também sobre as regras que o Estado poderá tomar em relação aos seus municípios, uma vez que é concedida a autonomia.

Na quarta-feira (16), a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), já votou a pauta da obrigatoriedade da vacina, e com um placar de 26 a favor e 2 contra, os deputados decidiram que é direito de cada cidadão goiano escolher se quer ou não vacinar.

A respeito das possíveis decisões do governador de Goiás, pode ser que este se declare favorável com a decisão da Alego, e sancione a não obrigatoriedade da vacinação no estado. A decisão do democrata, possivelmente se alinhará com o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro, que é aliado do governador, que é contra a vacinação compulsória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui